Glossário – E

EFICÁCIA – Grau em que um sistema operacional realiza o que dele se espera.

 

EFICIÊNCIA – Relação entre os recursos humanos, as máquinas e o capital investido e os resultados advindos do uso desses recursos, ou seja, o grau de aproveitamento dos recursos utilizados para a produção de bens e serviços.

 

EMPOWERMENT – Autoridade de decisão e ação atribuída aos funcionários de todos os níveis hierárquicos e funções, para a solução de problemas relacionados a produtos, serviços, processos e procedimentos, sem necessidade de prévia autorização do superior hierárquico.

 

EMPRESA – 1. Parte interessada num negócio de fabricação, produção, fornecimento ou aquisição de produto, prestação ou compra de serviço. 2. Conjunto de fatores de produção materiais e imateriais reunidos sob a autoridade de um indivíduo ou de um grupo para atrair, por meio da produção de bens e serviços, uma clientela e daí obter rendimento monetário. 3. Coletividade em que justapõem competência, uma sociedade organizada por relações hierárquicas, uma comunidade de trabalho e de objetivos.

 

ENFOQUE – Conjunto de métodos utilizados por uma organização para atender aos requisitos da Qualidade.

 

ENGENHARIA DO VALOR – Conjunto de técnicas utilizadas para otimização de produto, serviço ou sistema, na fase de desenvolvimento.

 

ENSAIO – Meio de avaliação ou de classificação de características da qualidade, parcialmente ou na totalidade, de matéria-prima, material, componente, produto intermediário, serviço subsistema, sistema ou produto final, com o objetivo de confirmar atendimento às necessidades do cliente, especificação ou acordo firmado.

 

ENSAIO ACELERADO – Ensaio no qual é aplicado um nível de esforço que excede as condições de referência, com o objetivo de encurtar o tempo requerido para observar a resposta do item objeto de ensaio, ou medir a resposta (resultado) em um determinado tempo.

 

ENSAIO DE VIDA ACELERADO – Ensaio de vida no qual a solicitação é aumentada para um nível acima do máximo especificado para a característica do item (componente) sob ensaio.

 

ENSAIO NÃO-DESTRUTIVO – Ensaio que pode ser aplicado em peças acabadas ou semiacabadas, não prejudicando o seu emprego posterior.

 

ENTIDADE – 1. Item ou elemento que pode ser considerado individualmente. 2. Denominação atribuída a uma organização que estabelece normas contratuais que podem ser utilizadas entre clientes e fornecedores.

 

ENTREGA – Ato de pôr um produto ou serviço à disposição de quem o encomendou.

 

EQUIPAMENTO DE INSPEÇÃO – Qualquer equipamento, instrumento ou dispositivo utilizado para estabelecer o valor de características ou desempenho de um material, item, produto ou serviço.

 

EQUIPAMENTO DE MEDIÇÃO – Dispositivo designado para fazer medição, sozinho ou em conjunto com equipamento suplementar.

 

EQUIPAMENTOS DE PROTEÇÃO COLETIVA (EPC) – Garantem a segurança de uma equipe de funcionários, como pisos e degraus de material adequado e sinalizado, corrimões, entre outros.

 

EQUIPAMENTOS DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL (EPI) – Equipamentos responsáveis pela segurança de cada funcionário de uma empresa, como capacetes, botas, luvas, entre outros.

 

EQUIPE DA QUALIDADE – Grupo de 5 a 8 funcionários que tem como objetivo identificar problemas relacionados com o trabalho, medir a frequência desses problemas, seu impacto no cliente e na organização, seus custos e recomendar ações corretivas.

 

EQUIPE DE MELHORIA DA QUALIDADE – Grupo de pessoas que se reúne para lidar com um problema específico. A equipe identifica e analisa processos de trabalho relevantes, desenvolve soluções, faz recomendações para a sua implementação e controla, na maioria das vezes, a mudança, revendo os resultados que daí emergem. Estas equipes são por vezes referidas por outros nomes tais como “equipe de ação de processo” ou “equipe de melhoria de processo”.

 

EQUIPE MULTIFUNCIONAL – Tipo de equipe da qualidade composto por membros de áreas funcionais distintas que tem por objetivo propor medidas para a melhoria da qualidade e resolver problemas que afetam mais de uma área funcional.

 

ERRO – Diferença entre um valor encontrado e o seu valor real ou esperado.

 

ERRO DE AMOSTRAGEM – Parte do erro total de estimação de um parâmetro, que corresponde à natureza aleatória da amostra.

 

ERRO DE MEDIÇÃO – Diferença entre o resultado de uma quantidade sujeita a medição e o valor verdadeiro (de referência) para a quantidade medida.

 

ERRO SISTEMÁTICO – 1. Diferença entre um valor supostamente exato e um valor de referência. 2. Erro que ocorre em medições, sempre de forma semelhante.

 

ERRO-PADRÃO – Medida do erro envolvido na estimação de um parâmetro a partir de uma amostra.

 

ERROS DE INSPEÇÃO – Erros no planejamento ou execução de uma inspeção; uso inadequado de equipamentos ou uso de equipamentos inadequados; inexistência de condições ambientais apropriadas; erro na interpretação de tolerância; erro na análise de resultados; erros humanos cometidos por inspetores, analistas ou técnicos.

 

ESCALA – Relação entre a grandeza representada e a grandeza real.

 

ESPECIFICAÇÃO – Documento que define e descreve em detalhes os requisitos da qualidade a serem cumpridos por um material, item, produto, serviço, ou processo, segundo normas estabelecidas por órgãos competentes ou pela organização compradora, devendo estar em conformidade com as necessidades e expectativas do cliente e do usuário.

 

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA – Documento que especifica, por meio de dados técnicos mínimos requeridos, produtos e/ou serviços, elementos ou conjuntos específicos para os quais não é necessária a elaboração de uma norma.

 

ESQUEMA DE AMOSTRAGEM – Combinação de planos de amostragem com regras de comutação e provisão para implementação de inspeção 100%.

 

ESTABILIDADE – Propriedade de estar sob controle estatístico.

 

ESTADO DA ARTE – Uso de princípios, métodos e/ou instrumentação que individualmente ou coletivamente requerem técnicas e/ou exatidão em cima daquelas praticadas rotineiramente.

 

ESTATÍSTICA – Método de estudo representativo e analítico dos elementos dos fenômenos que se apresentam em grande número, para sua subsequente apresentação.

 

ESTIMAÇÃO – Atribuição, a partir de valores observados em uma amostra, de valores numéricos para os parâmetros de uma distribuição escolhida como modelo estatístico da população da qual esta amostra é retirada.

 

ESTRATIFICAÇÃO – Divisão de um grupo de valores observados ou medidos em subgrupos, com base em determinados fatores, constituindo um método de identificação e classificação de variação de dados coletados.

 

ESTRUTURA ORGANIZACIONAL – Regulamentos, responsabilidades e autoridades por meio dos quais uma organização realiza suas funções.

 

ESTUDO DA CAPABILIDADE DO PROCESSO – Coleta controlada de dados estatísticos do processo, com o objetivo de determinar estatisticamente a capabilidade do processo, sob condições especificadas e com materiais especificados.

 

EVENTO – 1. Ocorrência de qualquer atributo. 2. Subconjunto de um espaço amostral, ou seja, subconjunto da totalidade dos resultados possíveis de um determinado experimento.

 

EVIDÊNCIA OBJETIVA – Constatação de natureza qualitativa ou quantitativa de informações, dados ou fatos relativos à qualidade de itens, materiais, produtos, serviços, processos ou sistemas, respaldada em observações, medições e/ou resultados de testes, ensaios ou outros meios.

 

EXPECTATIVA DE VIDA – Valor médio do tempo de vida de um item, estimado por meio de resultados de ensaios de um certo número de itens.

 

EXPECTATIVAS DO CLIENTE – Tudo o que os clientes gostariam de receber, ou que pensam que pode ser fornecida por uma organização ou obtida da mesma, a um preço com o qual concordam em pagar e no prazo que satisfaça seus interesses.

 

EXPEDIÇÃO – Ação de expedir, distribuir ou entregar produtos a clientes.

 

EXPERIMENTO – Teste ou conjunto de testes realizados com a finalidade de verificar uma hipótese ou induzi-la a partir da observação de um fenômeno natural ou provocado.

 

Voltar